Assassinato de jovem em motel de Fortaleza é elucidado por Laudo Pericial em local de crime e Laudo Médico.

Na madrugada da sexta-feira (1º/7), a jovem de 20 anos, Ingridh Nohana Carvalho Melo foi encontrada morta em um motel no bairro Henrique Jorge.

De acordo com documento de registro de prisão em flagrante, João Victor, homem que acompanhava a jovem, alegou ter encontrado Ingrid passando mal após sair para pagar a conta. A administração do empreendimento, em tempo, impediu o homem de sair sozinho e tentou contato com a vítima. João Victor chegou a se passar por ela em ligação telefônica na tentativa de fugir.

O Laudo Médico realizado na sede da PEFOCE, confirmou que a causa da morte foi insuficiência respiratória em decorrência de constrição cervical, ou estrangulamento, enquanto a Perícia Criminal realizada na cena do crime confirmou a identidade e ação do suspeito. 

João Victor foi preso em flagrante por feminicídio e teve a prisão preventiva decretada pela Justiça em audiência de custódia. Conduzido ao 27º Distrito Policial, ele afirmou que “de forma alguma tentou contra a vida da vítima”, apesar de já responder pelos crimes de roubo e estupro, ambos os antecedentes criminais no Estado de Sergipe. O preso chegou ainda a negar o assassinato e disse em depoimento que foi com a jovem ao estabelecimento para “uso de drogas”, versão negada pela perícia.

#SemPeríciaNãoHáJustiça #APeríciaNãoPara #SindiperitosCe #Pefoce #PeríciaCriminal #PeríciaForense #PolíciaCientífica #Feminicídio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.